Ordem da Confraria Elementar Primeira do Brasil

Fundamentos mágicos no umbanda 2 

Transcrevemos  a  mensagem  trazida  em  trabalhos  internos  do   "CEUE",  em 02 de Setembro de 1989, antes da criação da Ordem da Confraria  e  foram  manifestações  como  estas  que  nos  fizeram  revisar  todo conhecimento existente e a prática do espiritismo e o desenvolvimento  da  mediunidade.  Pela  qualidade  das  afirmações  e  atualidade  de  sua  compreensão a s publicamos. O trabalho era interno, a manifestação de um preto-velho:

O  problema  da  consulta  filhos  é  que  os  guias  transmitem por vibração e irradiação, os pacientes já estão sendo atendidos em suas necessidades  internas  e  não  naquilo que pensam, não é necessária a consulta (a palavra escrita ou falada) a não ser para transmitir o que foi feito, para que o atendido saiba o que fazer depois, mas o mais importante é o posicionamento da mente. Temos de aprender a usar  nossas  próprias  mentes, é em nossas vidas que têm de haver mudanças. Pedirmos força e esclarecimentos para nossas decisões, pedirmos  aos  protetores  e guias para trazerem a nós o objetivo de nossas vidas, o esclarecimento para qual razão termos nascido. Ao sabermos o porquê desaparece o medo, o caminho é suavizado. A preparação do espírito é uma preparação para o dia de amanhã, vocês vão trabalhar para o após vida, isto é maravilhoso,  o espírito é o mesmo, a vida é esta continuação. O corpo é uma embalagem, quando fica   desgastado,  ele  é  descartado  e  é  dada  outra  embalagem nova,   a  única  coisa  que  levam  para  outra  vida  é  o  que   estão aprendendo  (desenvolvendo)  o  que vale é a pureza, a sinceridade do trabalho, o desprendimento da pessoa que se dispõe a entrar (no desenvolvimento). Quando entrar estar concisa de seus atos, determinada e aí vence em qualquer casa em que se trabalhe para o bem. O trabalho que vocês realizam não é uma página que se vira, o trabalho espiritual é a própria página.

A vida é Una, mas tem dois aspectos, um material e outro espiritual (corpo físico-etérico e os outros corpos) são para a continuação da vida. O corpo  é  um  estágio temporário, neste estágio, dependendo do carma podem modificar para melhor ou para pior, quando agem conscientemente  seu  carma é suavizado, é por isso que a preparação do espírito é uma preparação para o dia de amanhã. Estamos nos preparando  para  construir  para  aqueles nossos  irmãos  menos  esclarecidos  (aqui  o  espírito  esclarece  a  natureza do atendimento espiritual  e  isso  não  tem  nada  a  ver com caridade e sim com evolução) para aquelas pessoas que não entendem nada do que é o ser desenvolvido  internamente.  Jamais  usem  a  mediunidade,  a  força  da mente, do pensamento, do sentimento para envolver qualquer pessoa. Não  queiram  assumir  a  parte  dos  guias,  refreiem  o  impulso  que  até  por querer ajudar, ou por gostar da outra pessoa ou por  gostar  de  saber, mas  a  missão  dos  espíritos  não  é trazer a solução para os problemas dos irmãos necessitados, como eles têm entendido. Eles podem curar e esclarecer, mas a missão dos guias é ajudar os inferiorezinhos que estão ao lado, que estão adormecidos ou prisioneiros (aqui faz menção aos seres de outros reinos que compartilham a existência e vivem simultaneamente com o espírito do atendido e nele, em torno e dentro dos corpos, como se tem observado e originam sensações, pensamentos e atos). Cada humano tem de  agir  por  si  mesmo,  temos  de  deixar  cada  um  agir  por  si  mesmo, são  como  uma criança quando está aprendendo a andar. Os humanos  são  assim  e  os médiuns mais ainda. O médium é assim, temos de deixá-lo cair para que aprenda a levantar e a se conhecer. Os espíritos  de  luz  mais  elevados  não  vem  aqui  na  terra, eles são o comando, enviam os espíritos que ainda precisam evoluir, pois também  o s guias e protetores estão evoluindo, é uma purificação do além e no além se determinará se eles podem reencarnar ou não, quer  dizer  poderem   se  elevar  diretamente  com  um  corpo.  Aos  menos  esclarecidos  e  aos  mais  ignorantes  eles  mandam   seus mensageiros, como  se  fossem  um quartel e daí saísse um exercito espiritual, cada protetor e guia tem elos de união e um tempo com um médium, eles passam de um médium para outro ou mudam de um guia  para  outro num  mesmo médium. Não há tempo, o tempo é indeterminado  no  além, cada  um vai para um lugar diferente, outros prepararam os espíritos para virem aqui na Terra. Há milhões de espíritos preparando os que vão encarnar,  os  que  virão mais evoluídos com um grau maior e uma missão outros pedem para nascer de qualquer  forma  e  trazem  sequelas  de outras vidas. Aqui nesta casa, estamos iniciando, não importa se trabalham aqui ou não, o que importa é que haja aquela sinceridade profunda, ser honesto consigo, ser humilde, nunca se exaltar com o que não nos pertence (o que é do  próximo,  o  político,  o carma dos outros ou nosso corpo). As vezes aquela entidade que se manifesta fica prejudicada pelo nosso despreparo,  somos  apenas  os  instrumentos,  os  médiuns  são  as  ferramentas  dos  seres  do astral - é preciso preparar, esterilizar, sensibilizar,  é  preciso  um  trabalho profundo, é preciso preparo para que não sejam transmissores de vírus. Preparar a mente, não se envergonhem  por  aquilo que não conhecem. Não se envergonhar por aquilo que se é, ser autentico consigo mesmo e com uma mão no peito dizer: obrigado senhor por aquilo que  Eu  Sou,  se  temerem  é porque não são aquilo que parecem ser, é porque não estão sendo autênticos, aí iniciem tudo de novo, esqueçam suas fardas e seus fardos e comecem de novo.

Eram  vinte  e  duas  horas  e  vinte minutos e a entidade continuou com um esclarecimento que deixava clara sua origem e o porque de sua linguagem: Muitos dos preto-velhos são espíritos elevados, espíritos não tem cor e nem sexo. As vezes nem precisavam estar aqui na Terra, mas eles vem simples,  bem  humildes  para  resplandecer junto aqueles que não tem aquela elevação espiritual, acreditem no Ser dentro de si e no seu desenvolvimento...

Voltar